Vou Conhecer: Auditório Simón Bolívar

Destruído por um incêndio em 2013, o espaço no Memorial da América Latina já foi recuperado e resgatou o projeto original, de Oscar Niemeyer

0
40
Foto: Alexandre Carvalho/Secom-SP

Há um ano e meio, o Auditório Simón Bolívar, localizado no Memorial da América Latina, na capital paulista, está de volta ao cenário artístico nacional. Um dos palcos mais consagrados do Estado de São Paulo, o auditório foi destruído por um incêndio em 2013. Mas foi restaurado e entregue novamente ao público.

Graças a um esforço do Governo de São Paulo, o auditório foi recuperado e foram mantidos todos os traços do seu projeto original, assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. São 1.788 lugares, assim como a versão criada há 30 anos. O espaço foi reinaugurado em 15 de dezembro de 2017.

Tudo foi cuidadosamente pensado para relembrar a atmosfera do local que já recebeu grandes nomes da música como Tom Jobim e da cantora argentina Mercedes Sosa. A charmosa tapeçaria de Tomie Ohtake também foi refeita, agora com material de combate a incêndio.

O projeto incluiu modernos sistemas de hidrantes e ar-condicionado, com sprinklers e detectores de fumaça em todo o ambiente, mais saídas de emergência, piso tátil, rampas e elevadores para pessoas com deficiência. Também foram modernizados os sistemas de iluminação, de som e de acústica que, agora, nada fica a dever para as melhores salas do mundo.


Serviço:

Auditório Simón Bolívar

local: Memorial da América Latina, na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda, São Paulo/SP


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here