Aumenta o número de ciclistas na Ciclofaixa Rio Pinheiros da CPTM

Cerca de 495 mil pedalaram pela via durante o ano de 2018; crescimento de 23% em dois anos

0
47
Foto: José Luis da Conceição/Secom - SP

As bicicletas estão cada vez mais conquistando espaço no cenário urbano da capital. A cada ano aumenta o número de ciclistas que utilizam a Ciclofaixa Rio Pinheiros da CPTM. No ano passado, foi um total de 495.307, um aumento de 5,3% em relação a 2017 e de 23,6% em relação a 2016.

Atualmente, aos finais de semana, são cerca de 4 mil pessoas pedalando, com média mensal de 40 mil bikes.  O funcionamento é diário, das 5h30 às 18h30, inclusive feriados. Durante o horário de verão, o horário é ampliado, das 5h às 19h30. Desde a inauguração, em fevereiro de 2010, um total de 5.484.112 ciclistas já percorreram a via.

Localizada entre as margens do rio Pinheiros e a Linha 9-Esmeralda da CPTM, a ciclofaixa se estende da estação Villa-Lobos-Jaguaré até a av. Miguel Yunes, entre as estações Jurubatuba e Autódromo. Ao todo, são seis acessos: um pela av. Miguel Yunes, nº 620; quatro junto às estações Jurubatuba, Santo Amaro, Vila Olímpia e Cidade Universitária; e o sexto pela ciclopassarela da Prefeitura nas proximidades da ponte Cidade Jardim (Parque do Povo).

A ciclofaixa oferece seis pontos de apoio com banheiro, bebedouro e área de descanso ao longo do percurso: av. Miguel Yunes, Santo Amaro, Vila Olímpia, Cidade Jardim, Cidade Universitária e Villa-Lobos/Jaguaré. Além disso, há um estacionamento para carros com 45 vagas, no acesso pela av. Miguel Yunes.

Ressalta-se que, em razão das obras de implantação da Linha 17-Ouro, a ciclofaixa está fechada entre as Estações Vila Olímpia e Granja Julieta (ponte João Dias). A alternativa para os usuários é a via aberta provisoriamente pelo Metrô na outra margem do Rio Pinheiros, com transposições nas pontes João Dias e Cidade Jardim.

Bikes nos trens e bicicletários

A CPTM ainda ajuda a promover a mobilidade, permitindo o acesso de ciclistas nos trens, de segunda a sexta-feira, das 20h30 até o encerramento da operação; aos sábados, a partir das 14h e aos domingos e feriados, durante todo período operacional, das 4h à meia-noite.

Os ciclistas também dispõem de 36 bicicletários ao lado das estações da CPTM, com 8.821 vagas. Desse total, 33 são de responsabilidade da Companhia. O bicicletário de Santo André é administrado pela EMTU, e o de Pinheiros pela Via 4. Todos gratuitos. A única exceção é o de Mauá, que é administrado pela associação de ciclistas Askobike.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here