Cientistas debatem a produção e distribuição de alimentos em SP

O Seminário "O Futuro da Alimentação" abordará os desafios de alimentar a crescente população mundial e as contribuições da edição genética para cumpri-los

0
242
Foto: Pixabay

A cidade de São Paulo receberá no mês que vem dois dos cientistas mais respeitados no setor de biotecnologia. Trata-se da americana Nina Fedoroff, ex-presidente da Associação Americana para o Progresso da Ciência (AAAS), e do sueco Stefan Jansson, um dos líderes no uso das novas tecnologias de edição genética aplicadas a plantas. Os dois serão palestrantes do seminário O Futuro da Alimentação, a ser realizado pela Scientific American Brasil, no próximo dia 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação.

Nina Fedoroff é bióloga molecular e iniciou sua carreira trabalhando com Barbara McClintock, ganhadora do prêmio Nobel de fisiologia e medicina em 1983. Pesquisadora destacada na área da genética, ela atuou como conselheira científica do Departamento de Estado dos Estados Unidos (US Department of State) durante os governos Bush e Obama e foi condecorada com a Medalha Nacional da Ciência, em 2007, a principal comenda destinada a cientistas. Durante o evento na capital paulista, ela apresentará os principais desafios econômicos, tecnológicos e sociais a serem superados para que seja possível alimentar uma população de cerca de 10 bilhões de pessoas nos próximos 30 anos.

Por sua vez, Stefan Jansson, conhecido pesquisador na área de biologia vegetal, é membro da Real Academia de Ciências da Suécia e ficou internacionalmente conhecido quando, em 2016, cultivou em seu jardim um repolho cujo DNA havia sido pela primeira vez alterado por meio da tecnologia CRISPR- CAS9. Autor do livro “Além dos OGMs: a ciência e o processamento de plantas para uma agricultura sustentável”, sua apresentação no seminário abordará a evolução do uso da biotecnologia na agricultura, e seu papel na criação de um futuro mais sustentável para a produção de alimentos.

Além dos pesquisadores estrangeiros, estarão presentes no evento cientistas locais e sociedade civil para debater a produção e distribuição de alimentos no mundo ao longo de quatro painéis.

“Hoje já aprendemos muito sobre processos bioquímicos complexos, genética, big data, inteligência artificial e muitos outros. Além disso, temos condições de transformar esse conhecimento em soluções inovadoras”, diz Alfredo Nastari, diretor da Scientific American Brasil.

De acordo com Nastari, o Brasil deve continuar a ser um protagonista da produção alimentos com tecnologia e de maneira sustentável.

O seminário é gratuito e será realizado no Teatro Eva Hertz, no Conjunto Nacional, a partir das 09h30.

As inscrições estão abertas neste link e as vagas são limitadas.


Serviço:

Seminário “O Futuro da Alimentação”

Data: 16 de outubro

Local: Teatro Eva Hertz – Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Avenida Paulista, 2073)

Hora: das 09h30 às 17h30

Evento gratuito mediante inscrição no site: http://www2.uol.com.br/sciam/futuroalimentacao/


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here