Discos que valem a pena conhecer (ou relembrar)

0
67

Eu não sei em que ano você nasceu, mas se chegou a este mundo antes de 1990 com certeza você curtiu muitos dos seus músicos preferidos reproduzidos ao som dos discos de vinil, conhecido também como vinil, Long Play (LP), ou para os mais descolados da época, os bolachões (sim, não biscoitões, bolachões!).

De acordo com a Wikipedia, o disco de vinil surgiu no ano de 1948, tornando obsoletos os antigos discos de goma-laca de 78 rotações – RPM (rotações por minuto) – que até então eram utilizados, existentes desde 1890.

Os discos de vinil são mais leves, maleáveis e resistentes a choques, quedas e manuseio (que deve ser feito sempre pelas bordas). Mas são melhores, principalmente, pela reprodução de um número maior de músicas – diferentemente dos discos antigos de 78 RPM – (ao invés de uma canção por face do disco), e, finalmente, pela sua excelência na qualidade sonora, além, é lógico, do atrativo de arte nas capas de fora.

A partir do final da década de 1980 e início da década de 1990, a invenção dos compact discs (ou CD, então lançado em agosto de 1982 na Alemanha pela Polygram) prometeu maior capacidade, durabilidade e clareza sonora, sem chiados, fazendo os discos de vinil ficarem obsoletos e desaparecerem quase por completo no fim do Século XX.

Em maio de 2002 saem nos EUA os primeiros títulos em DataPlay, lançados inicialmente por Britney Spears e NSync. Nesse mesmo ano o CD já dominava 72% do mercado mundial.

Na nossa humilde opinião, abaixo alguns álbuns que talvez vale a pena vocês conhecerem. Clique, confira e depois conta pra gente se gostaram:

House Remix Internacional

Jive Bunny And The Mastermixers

Janis Joplin – Pearl

Led Zeppelin IV – Led Zeppelin

Pink Floyd – Division Bell

Michael Jackson – Thriller

Legião Urbana

Jamiroquai – Emergency On Planet Earth

INXS – X

Rádio Cidade – 1985

Pearl Jam – Ten

Nivana – Nevermind

Amy Winehouse -Back to Black

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here